Subsecretaria de Sustentabilidade prevê novos projetos de sensibilização no TJRR

Instalação de bebedouros de pressão, cancelamento da distribuição de copos descartáveis e implantação de coleta seletiva estão dentre as ações previstas no Judiciário.

Na imagem duas mulheres separam pilhas e baterias para descarte correto

Foto: Nucri
Só em 2019, a Subsecretaria de Sustentabilidade foi responsável pela retirada de mais de 2.500 pilhas e 300 baterias que iriam para o lixo comum e poderiam contaminar o meio ambiente
 
 
Durante todo o ano de 2019 foram recolhidas mais de 2.500 pilhas e 300 baterias nas unidades do Poder Judiciário de Roraima para a destinação adequada do material, evitando que os resíduos fossem para o lixo comum, com possibilidade de contaminação do solo e da água. Além disso, servidores do TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima) contribuíram como voluntários na ação em parceria com a Caer (Companhia de Águas e Esgotos) para a retirada de aproximadamente uma tonelada de lixo dos mananciais de Boa Vista.
 
Para este ano, mais novidades na área da sustentabilidade: aquisição de bebedouros de pressão para os jurisdicionados; cancelamento da distribuição de copos descartáveis para todas as unidades do Poder Judiciário de Roraima; e implantação de coleta seletiva em que os resíduos serão devidamente separados e doados para cooperativas.
 
Essas ações foram articuladas pela Subsecretaria de Planejamento, Projetos e Sustentabilidade do TJRR, criada pela atual gestão para elaborar projetos e viabilizar a cultura da responsabilidade e sustentabilidade ambiental entre magistrados e servidores do tribunal. A intenção, segundo a subsecretária da pasta, Érika Horta, é transformar os integrantes do Judiciário de Roraima em multiplicadores dessas boas práticas. 
 
“Sabemos que uma semente bem plantada pode germinar resultados positivos, que até já estamos colhendo. Além de magistrados e servidores, as próprias famílias e amigos dos integrantes do judiciário estão entendendo, participando e contribuindo com as ações. A ideia é essa: sensibilizar aqui para disseminar para toda a sociedade”, comentou.
 
Boa Vista, 06 de março de 2020.