TJRR investe em ações e projetos em prol da pessoa com deficiência

Para melhor atender a população com deficiência que procura o Tribunal de Justiça de Roraima, além dos próprios servidores da instituição, o TJRR investe em ações e projetos voltados a esse público.

 

Em setembro de 2017, o TJRR realizou o evento “Praticando as diferenças” idealizado pela servidora Vera Sábio. Foram três dias de oficinas com os servidores do Tribunal de Justiça dos prédios, administrativo, Fórum Criminal e Fórum Cível, na intenção de sensibilizar os servidores, quanto à importância de se colocarem no lugar das pessoas com deficiência e que precisam ser atendidas em quaisquer locais da Justiça, recebendo respeito e empatia.

 

A presidente do TJRR, desembargadora Elaine Bianchi participou de todas as atividades nas unidades e deu seu testemunho como mãe de um deficiente. “Acessibilidade deveria ter como sinônimo: O acolhimento”.

 

Por meio da Escola do Judiciário, o Tribunal realiza cursos de língua estrangeiras e de libras – Língua Brasileiras de Sinais. O objetivo dessas ações formativas foi desenvolver habilidades em nível básico, de modo a permitir o conhecimento necessário para uma prestação objetiva de informações à clientela do Poder Judiciário que se comunique por meio de uma dessas modalidades, contribuindo igualmente para o desenvolvimento pessoal dos colaboradores do Tribunal de Justiça de Roraima.

 

Em alusão ao dia nacional de luta da pessoa com deficiência, dia 21 de setembro deste ano, a Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão do TJ, promoveu o evento intitulado “TJRR de Portas Abertas para a Inclusão” e contou com a presença do intérprete de libras contratado pelo TJRR para auxiliar no processo de comunicação.

 

Para melhor atender crianças e adolescentes vítimas de abusos, durante a entrevista na sala de depoimento especial, o Tribunal de Justiça de Roraima, por intermédio da Coordenadoria da Infância e Juventude capacitou intérpretes em libras – Língua Brasileiras de Sinais, Língua materna indígena e espanhola, além de entrevistadores forenses.

 

A capacitação para servidores do TJRR, foi ministrada pelas moderadoras da Coordenadoria da Infância e Juventude do TJ do Mato Grosso do Sul, Rosa Pires Aquino, psicóloga e Doemia Ignez Ceni, assistente social. As aulas começaram no dia 24 de setembro, finalizando dia 28. O objetivo foi conhecer a técnica da escuta especializada e do depoimento especial de crianças e adolescentes para superação dos métodos tradicionais utilizados, a fim de garantir uma atuação mais eficaz do entrevistador forense no Sistema de Justiça.

 

De acordo com as moderadoras, o TJRR inova com essa prática, pois dá exemplo a outras regiões do País. “A metodologia prevê isso, pois temos que respeitar a cultura onde a criança está inserida e um dos fatores importantes é justamente respeitar a língua nativa. Se essa criança ou adolescente têm algum problema cognitivo. Se é surda, muda ou fala outra língua”.

 

 

Boa Vista, 16 de outubro de 2018

Projeto de Prevenção de Dort's realiza atendimentos nas Comarcas do interior

A Secretaria de Gestão de Pessoas por meio da Subsecretaria de Saúde do Tribunal de Justiça de Roraima iniciou, desde o dia 19 de junho, os atendimentos nas Comarcas do interior do Estado. O Projeto de Prevenção de Dort's, leva a magistrados, servidores e estagiários, atendimentos de ergonomia, ginástica laboral e massagem terapêutica.

As comarcas contempladas até agora foram Pacaraima, Mucajaí, São Luiz e Rorainópolis. Nesta quinta-feira (28), a equipe composta pela servidora Ivy Marques e dois colaboradores da Faculdade Cathedral estão no município de Alto Alegre. Na próxima semana, será a vez de Caracaraí e Bonfim.

Em maio deste ano o projeto completou um ano de implantação. Foram realizados mais de 18 mil atendimentos, desenvolvidos pelos estagiários de fisioterapia, sob supervisão da coordenadora e idealizadora do programa, Ivy Marques Amaro.

O projeto de prevenção de DORT's tem por objetivo prevenir as deformidades, lesões por esforço repetitivo, disfunções do músculo esqueléticas em função do trabalho.

 

Boa Vista, 28 de junho de 2018.

 

Servidores participam de palestra sobre alimentação saudável e qualidade de vida

Na manhã da última quinta-feira (21), servidores e magistrados do Tribunal de Justiça de Roraima, participaram de um bate-papo sobre “Alimentação saudável e qualidade de vida” promovido pela Secretaria de Gestão de Pessoas e Subsecretaria de Saúde do TJRR. A atividade ocorreu na sala 405, da Escola do Judiciário.

A palestra foi ministrada pelas nutricionistas Flávia Amaro e Lusyanne Parente, além dos acadêmicos de nutrição, Paulo Eduardo Santos e Israel Farias.

De acordo com Flávia, o debate teve o objetivo de provocar reflexão sobre a importância da alimentação saudável aliada a prática de exercícios físicos. "É necessário que se fale sobre a escolha consciente de alimentos, evitar o consumo de industrializados, frituras e inserir mais frutas e legumes na alimentação diária", explicou

Para Paulo Eduardo, é possível manter a boa alimentação mesmo com a falta de tempo. “A dica é se programar e montar um cardápio rápido. Cozinhe no tempo livre e armazene na geladeira. Mas tenha atenção ao prazo de validade”

 

Boa Vista, 25 de junho de 2018.